Home » DESTAQUES » ABIH-MG marca presença no FONE BH

ABIH-MG marca presença no FONE BH

Evento ressaltou a importância da integração dos segmentos do turismo na capital

A cadeia produtiva do turismo mineiro se reuniu hoje, dia 13 de dezembro, na 2ª edição do FONE-BH – Fórum de Negócios e Eventos de Belo Horizonte, realizado na sede do Sebrae-MG, na capital mineira. O encontro teve como tema o Turismo Integral: Cidade Pronta para Turismo de Negócios, Eventos e Lazer, reunindo os principais eixos do setor: hotelaria, gastronomia, transporte, entre outros. O objetivo do evento é unir forças para aumentar e efetivar o potencial de Belo Horizonte como destino turístico.

A presidente da Associação Brasileira de Indústrias de Hotéis (ABIH-MG), Patrícia Coutinho, compôs a frente do painel que discutiu o tema “BH, Cidade Turística?”. O tema colocou em pauta fatores que potencializam e outros que dificultam o desenvolvimento do turismo na capital mineira.

Na sua exposição, a presidente da ABIH-MG discursou sobre os desafios da hotelaria. “O setor hoteleiro em Belo Horizonte enfrenta barreiras comuns ao meio em todo o país, e sabemos que uma das principais ações para fortalecer a área é a necessidade constante da parceria entre o poder público e a iniciativa privada. Um dos principais desafios que enfrentamos atualmente é a regulamentação do Airbnb”, ressaltou.

O Airbnb é um mercado comunitário para pessoas anunciarem, descobrirem e reservarem acomodações ao redor do mundo. “É preciso aplicar uma nova lei contra que regulamenta aqueles que violam e transformam moradias de preços acessíveis em hotéis, para que haja um tratamento igualitário. O Airbnb não deve ser proibido, mas sim regulamentado. É preciso, por exemplo, que eles paguem os mesmos impostos que pagamos. Uma alternativa é que o serviço trabalhe com estadias mínimas de 30 dias. Destaco ainda aspectos como a segurança dos hóspedes, visto que o serviço não oferece condições mínimas de informações sobre quem utiliza a ferramenta. Um exemplo, foram os ataques ocorridos na França, quando os terroristas ficaram acomodados em quartos que não faziam parte da hotelaria tradicional. Precisamos nos atentar para o serviço como um todo”, destacou Patrícia Coutinho.

O painel “BH, Cidade Turística?” foi moderado por Anderson Rocha, do Belo Horizonte Convention & Visitors Bureau. Também participaram do painel Helena Isoni, assessora de turismo do Circuito Liberdade; Flávio Carsalade, representante do Conjunto Arquitetônico da Pampulha; Ricardo Rodrigues, presidente da Abrasel; e Dany de Oliveira, gestor de Marketing Airline da BH Airport.