Home » DESTAQUES » Hotéis comemoram taxas de ocupação no verão

Hotéis comemoram taxas de ocupação no verão

Ocupação passa dos 90% em alguns dos principais destinos do país. Municípios também foram beneficiados com investimentos do Ministério do Turismo para melhoria de infraestrutura

Os brasileiros estão cada vez mais interessados em aproveitar os destinos nacionais. Segundo dados da Sondagem do Consumidor – Intenção de Viagem, do Ministério do Turismo, 86% dos brasileiros que irão viajar nos próximos meses se renderão as belezas brasileiras. Desta forma, as redes hoteleiras de requisitados destinos de verão comemoram a boa taxa de ocupação que pode ultrapassar 90%.

No Rio de Janeiro e no Nordeste, por exemplo, os municípios se beneficiam de investimentos do Ministério do Turismo para melhorar a infraestrutura local e melhorar o atendimento ao turista. É o caso de Armação de Búzios (RJ), onde a Associação de Hotéis registrou uma ocupação superior a 90% durante o réveillon e na primeira semana de janeiro, percentual que deve subir para 95% ao longo do verão, segundo a Companhia de Turismo do Rio de Janeiro (Turisrio).

Ao longo de 2014 e 2015, o município de Búzios recebeu R$ 487 mil do Ministério do Turismo para instalação de placas de sinalização turística, nas principais avenidas e rodovia da cidade. A ação melhorou a acolhida e orientação do turista no local. “Essa obra foi muito importante para cidade, pois facilitou muito para o deslocamento dos visitantes na cidade. Antes dessa obra não havia nenhuma placa de sinalização”, afirmou o secretário especial de projetos e convênios da prefeitura, Beto Jordão.

Ainda segundo a Turisrio, a região de Penedo/Itatiaia, aos pés da Serra da Mantiqueira, tem uma previsão de 90% de ocupação hoteleira e Angra dos Reis de 85% para o período do verão e carnaval.

No Nordeste, destino da maioria dos brasileiros que pretende viajar nos próximos seis meses, a expectativa também é positiva. Segundo estimativas da Secretaria do Turismo do Ceará, o estado deve receber aproximadamente 1,05 milhão de turistas na alta estação – de dezembro de 2015 a fevereiro de 2016. A ocupação hoteleira nos três meses de alta estação deverá ser de 78,3%. No período de réveillon, foi de 100%.

De olho na melhoria na recepção do turista, a capital do estado, Fortaleza, foi beneficiada com US$ 50 milhões para o projeto de revitalização da Praia do Futuro. Os recursos são do Prodetur, programa do Ministério do Turismo que conta com financiamento de bancos internacionais como o BID. A obra, prevista para o segundo semestre de 2016, inclui a construção de duas arenas esportivas, dois bolsões de estacionamento, paisagismo e requalificação de duas vias.

No Rio Grande do Norte, a estimativa da Associação Brasileira de Indústria de Hotéis (ABIH/RN) é de ocupação de 93% na capital Natal e de 82% em Pipa, uma das praias mais badaladas do estado. No início do mês de janeiro, o Ministério do Turismo anunciou a reinauguração do Mercado Modelo das Rocas em Natal, que recebeu o investimento de R$ 5 milhões do Mtur e da Prefeitura. A urbanização da avenida do contorno da capital também recebeu R$ 1,462 milhão do Mtur.

Na capital da Paraíba, João Pessoa, os hotéis registraram durante o réveillon uma ocupação de mais de 90%, segundo a Associação Brasileira dos Hoteleiros da Paraíba, o que significa 50 mil pessoas a mais circulando pela cidade. Com o intuito de melhorar a infraestrutura local, o Ministério do Turismo investiu recursos no calçadão da orla de Tambaú, uma das praias mais visitadas de João Pessoa. A obra consiste na padronização do passeio à beira mar e faz parte de um contrato de R$ 1,4 milhão que prevê também a requalificação da orla de outros pontos turísticos da capital como Cabo Branco, Manaíra e Bessa.

Em Salvador (BA), cidade com o terceiro maior parque hoteleiro do Brasil e 40 mil leitos, deverá atingir no Carnaval uma taxa de ocupação de 85%. De acordo com a ABIH-BA, essas taxas devem-se ao câmbio favorável para estrangeiros e a requalificação da orla e de algumas zonas turísticas da cidade.