Home » DESTINOS TURÍSTICOS » Nordeste e Sudeste lideram taxa de ocupação hoteleira no Carnaval

Nordeste e Sudeste lideram taxa de ocupação hoteleira no Carnaval

Alagoas e Sergipe registraram 80%, cada, e lideraram a lista de estados com maiores índices de ocupação

Alagoas, Sergipe, Rio de Janeiro e Espírito Santo foram os estados que registraram as maiores taxas de ocupação hoteleira no período do Carnaval. As informações foram reveladas por uma pesquisa da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH), divulgada nesta semana, e que contou com dados das entidades regionais do segmento. Com índices de 80% de ocupação, cada, os dois estados nordestinos foram os que apresentaram as maiores taxas e foram acompanhadas pela hotelaria fluminense e capixaba, que registraram 72%, cada.

Para o ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, o índice é animador e destaca a busca dos turistas pelos destinos nacionais de lazer e de sol e praia no período. “A hotelaria nacional está aos poucos se reerguendo, assim como os demais segmentos do setor, e esse índice nos dá confiança para que eles possam retomar o ritmo pré-pandêmico, gerando emprego e desenvolvimento para a nossa população”, ressaltou o ministro.

Os índices também foram positivos para outros três estados nordestinos, caso do Rio Grande do Norte, que contabilizou 70% de ocupação e Pernambuco e Ceará, que registraram 67% e 65%, respectivamente. No Sul do país, o Paraná foi o que registrou o maior percentual (65%). Já no Centro-Oeste, Goiás foi o que apresentou a melhor média (50%), tendo Caldas Novas, um dos principais destinos turísticos do estado, com 75% de média.

O presidente da ABIH Nacional, Manoel Linhares, também considerou o índice positivo e destacou as precauções que o segmento teve para a segurança sanitária dos turistas. “É importante ressaltar que os hotéis implementaram medidas sanitárias rigorosas para receber os hóspedes, com ações e procedimentos que garantem a segurança de todos”. Ele ainda destacou a percepção de um novo tipo de turista para o período. “Esse ano percebemos também uma busca maior pelo turismo de repouso, que são aqueles viajantes com foco no descanso e no relaxamento físico e mental”, finalizou.

Estimativas do Ministério do Turismo apontaram que mais de 2,4 milhões de pessoas passariam pelos principais aeroportos do país durante o carnaval. Entre os terminais com maior circulação o de Guarulhos, com 500 mil passageiros, e o de Viracopos, com 306 mil, ambos localizados no estado de São Paulo.

SELO TURISMO RESPONSÁVEL – O Ministério do Turismo recomenda uma série de medidas para uma viagem segura. Uma delas é observar se estabelecimentos do setor possuem o Selo Turismo Responsável, que indica boas práticas de biossegurança para 15 atividades do ramo. A iniciativa define protocolos específicos de prevenção à Covid-19 e busca auxiliar na retomada segura de atividades tanto para turistas quanto para trabalhadores.

O selo está disponível para meios de hospedagem, parques temáticos, restaurantes, cafeterias, bares, centros de convenções, feiras, exposições e guias de turismo, entre outros, e pode ser obtido de maneira rápida e gratuita pelo site do programa. (Acesse aqui)

Por Victor Maciel

Assessoria de Comunicação do Ministério do Turismo