Home » DESTAQUES » Hotelaria projeta temporada de casa cheia nos destinos de inverno

Hotelaria projeta temporada de casa cheia nos destinos de inverno

ABIH-RJ estima ocupação acima de 85% no próximo trimestre, podendo chegar a 93% em alguns períodos

Petrópolis, Teresópolis, Friburgo: este trio de destinos de baixas temperaturas está entre os mais procurados por quem quer tirar o casaco da gaveta e curtir a chegada do frio no clima da serra. A alta temporada nos destinos de inverno tem início em maio e se estende até meados de agosto e as perspectivas da hotelaria são de reservas concorridas depois de um longo período com ocupação limitada pelas restrições da pandemia.

Mas não é só a Região Serrana que se prepara para receber visitantes. No Sul do estado, a região de Agulhas Negras também está bastante otimista. Destinos como Itatiaia e Resende, que reúnem localidades queridinhas como Penedo e Visconde de Mauá, também estão preparados para a alta na ocupação. O Vale do Café, localidade que abriga a maior concentração de hotéis-fazenda do estado, também projeta alta nas vendas, impulsionadas, além das temperaturas, pelas programações de festejos juninos tradicionais na região.

Apurações preliminares da ABIH-RJ apontam expectativa de ocupação entre 85% e 90% nos destinos de inverno, com a Serra Verde Imperial, apontando picos de 93% em alguns finais de semana.

“Estas cidades são favorecidas pela sazonalidade do turismo, impulsionado pelas baixas temperaturas, mas também oferecem, nesta época do ano, tradicionais festejos juninos, gastronomia típica e meios de hospedagem com atrativos diferenciados para o público de família, que ainda aproveita o período de férias escolares em julho para agendar estadias prolongadas. As perspectivas são as melhores para o setor hoteleiro do interior do estado nesta temporada”, comemora o presidente da ABIH-RJ, Paulo Michel.