Home » DESTAQUES » Salvador oferece sol, praia, história e fartura gastronômica

Salvador oferece sol, praia, história e fartura gastronômica

Com belas praias e rico patrimônio arquitetônico e histórico, Salvador cativa quem a visita, tanto pelos atrativos turísticos quanto pela sua variada gastronomia, que mescla a culinária da casa de fazenda dos antigos coronéis com a força do dendê vindo da África.

Em cada esquina, o visitante pode ser surpreendido por um cheiro gostoso de um acarajé quentinho, de uma moqueca borbulhando no tacho ou mesmo de frutas maduras vendidas nas feiras livres ou em tabuleiros nas ruas da cidade.

Exibindo Restaurante Casa de Vina. Coquetel Tarde em Itapuã. Foto-Tatiana Azeviche.JPGEm Itapuã, bairro imortalizado na música do poeta Vinicius de Moraes, além de visitar a Lagoa do Abaeté, um dos cartões-postais de Salvador, e apreciar um belo pôr do sol, o turista pode se deliciar com a culinária baiana ali mesmo, em vários restaurantes.

No Casa di Vina, que funciona no imóvel onde Vinicius de Moraes viveu em Salvador, a pedida pode ser oFrango a Gesse e Vina, prato preferido de Vinicius, no qual o frango ao forno vem envolvido com banana da terra, acompanhado de arroz com brócolis e farofa de ovo. Para beber, o drinque “Tarde em Itapuã” (vodca com sorvete de coco verde).

Se a opção for mais popular, o Mercado de Itapuã oferece delícias da culinária baiana. Sarapatel, rabada, dobradinha e mocotó aguçam o paladar ao lado de moquecas de fato, mariscos, caranguejos e lambretas. Para beber, cachaças afrodisíacas de jatobá e cambuí.

Boemia – O Rio Vermelho é uma das paradas certas para quem quer um roteiro gastronômico aliado a belezas naturais. Mas, antes, o visitante pode passar no bar e restaurante A Venda, na Boca do Rio, e conhecer pratos da culinária do Recôncavo Baiano, como a maniçoba (feita com os mesmos ingredientes da feijoada, porém com a folha da mandioca no lugar do feijão), carne de fumeiro ou o bolinho de aipim com a carne de charque da maniçoba.

Conhecido como o bairro mais boêmio de Salvador, o Rio Vermelho tem muitos ambientes acolhedores, como a Praça Caramuru, onde está o antigo Mercado do Peixe. Nesse espaço, além de o turista desfrutar de um belo pôr do sol, com o Farol da Barra como cenário, pode optar pela cozinha japonesa, assados, moquecas, mariscos e até a famosa Sorveteria Cubana, que produz sorvetes 100% da fruta, diets e cremosos. Os preferidos são os de pitanga e cajá.

Dentre as várias opções, a Jamm Hamburgueria trabalha com carne especial e queijos variados – além do hambúrguer vegetariano; o Caminho de Casa, de cozinha regional, oferece a carne do sol na chapa, a picanha bovina importada e filés de salmão e de tilápia.

Para quem preferir uma comida mais sofisticada, a Casa de Tereza, da renomada chef Tereza Paim, oferece petiscos como lascas de fumeiro ou telhados de beiju gratinados com siri, moquecas diversas, além de carnes e massas, dentre outros. Bufê infantil e sobremesas as mais variadas também são encontrados. Para beber, a caipirosca de jabuticaba é sucesso entre os drinques. Os pratos são preparados com legumes orgânicos, dendê extraído artesanalmente, peixes pescados na região e mariscos rastreados por pesca sustentável.

Seguindo em direção à Barra, que entre os atrativos turísticos tem o Cristo e os fortes de São Diogo e Santa Maria, além do Farol da Barra, o visitante tem uma bela vista do mar do porto da Barra a partir do restaurante Pereira, onde é oferecido um drinque criativo, com jabuticaba, lichia, morango e vodca. Outra opção é o de melancia, maracujá e açúcar de pimenta com vodca. Para comer, saladas, risotos, massas ou a ‘estrela’ da casa: brochete de salmão, camarão e polvo, tempurá de peixe branco, lulas ao vinho e mexilhões, acompanhado de arroz cremoso de lima siciliana e batatas rústicas.

O visitante pode encerrar o tour gastronômico no Restaurante A Porteira localizado no Dique do Tororó, onde imagens de orixás do candomblé parecem flutuar sobre as águas. Boa pedida é experimentar uma picanha ou carne do sol na brasa com purê de aipim e feijão tropeiro. Também tem surubim (peixe de água doce) na brasa, com brócolis, batata sauté e arroz. O menu inclui ainda pratos à base de salmão, bacalhau ou tilápia, além de sobremesas e cardápio infantil.